© 2016 por Wanderson Miranda de Almeida. Proudly created with WIX.COM

Não acredite em tudo que dizem

 

             Um dia desses, na minha turminha do quarto ano de escolaridade, comecei a conversar com uma aluna. Ela é nova na minha turma e é uma gracinha! O papo estava indo muito bem, até que comecei a falar para ela algumas coisas que eu faço. Bem, foi nesse ponto que achei a conversa mais interessante. Disse para ela que eu sou escritor e que publiquei um livro mas ela não acreditou.

            A partir daquele instante, minha missão era provar que eu não estava mentindo. Era questão de honra (rs). Tentei o primeiro argumento:

            - Você viu a capa do meu face? É a foto do meu livro que está lá.

            Ela olhou com aquele rostinho lindo e com aquela carinha de quem não tinha sido convencida. Tentei continuar com o mesmo argumento, apenas sendo mais profundo:

            - Você acha que eu criei aquela foto e coloquei ali?

            Ela olhou dando um sorrisinho e eu pude ler seus pensamentos. Ela pensava isso mesmo. Eita!

            Bem, não me dei por vencido mas confesso que minha segunda tentativa de provar que eu era escritor foi bem fraquinha. Chamei minha aluninha linda, peguei meu celular e mostrei a foto do meu livro. Ora, era a mesma coisa que ela tinha visto no meu facebook. De novo, recebi um olhar dizendo que minha tentativa fora em vão. No entanto, dessa vez, ela falou o que iria convencê-la:

            - Se você escreveu um livro mesmo, traga para eu ver! – disse a espertinha, com um sorriso meio debochado.

            Topei o “desafio” e combinei de levar o livro na próxima aula – isso acabaria com a minha aflição e com a desconfiança dela (rs).

            Aula seguinte, olhei para ela e me lembrei que “a prova do crime” estava na minha casa. Logo falei que tinha me esquecido de levar o livro e, outra vez, ela me olhou com aquele olhar de “ele está me enrolando”. Não foi isso, foi esquecimento mesmo, eu garanto.

            Esse episódio com minha bonequinha me fez lembrar de uma passagem da Bíblia: “Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim” Atos 17:11. Paulo e Silas foram enviados a Bereia para pregar o evangelho de Jesus. Os bereanos ouviam o que os dois tinham a dizer, mas examinavam as Escrituras para saber se o que falavam era a verdade. Parabéns aos bereanos! Temos que tomar muito cuidado com o que dizem e ensinam por aí. Não dá para acreditar em tudo que falam. Nosso mundo é mal e as pessoas mentem para alcançar seus interesses. Na área espiritual, procure a Bíblia para conferir se estão ensinando a verdade. Em outras áreas, busque informações nos lugares corretos, nunca aceite algo porque uma pessoa disse. Essa pessoa pode estar errada ou mal intencionada.

            Não me esqueci da minha aluna. Na aula seguinte, levei o livro, coloquei na mão dela, ela o examinou e agora acredita que sou escritor mesmo (rs). Parece até que ela é de Bereia! Deus te abençoe!

 

Wanderson Miranda de Almeida, membro da Igreja Batista Betel de Italva – RJ.