Pensar nas coisas de cima

“Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.

Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra;

Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus”

Colossenses 3.1-3

Toda vez que leio esses versículos, lembro-me de como as pessoas gastam mal o seu tempo. Se fizermos uma pesquisa sobre isso, veremos que a maioria gasta seu tempo de forma improdutiva, em coisas que nada acrescentam. Mas o que quero dizer com “forma improdutiva”? Estou me referindo a programas de televisão, redes sociais, conversas tolas... tudo o que não acrescenta nada à nossa vida.

E se fizermos uma pesquisa unicamente com os cristãos? Será que o resultado será muito diferente? Eu não creio! Até acho que existirá diferença, mas não tão grande como deveria ser.

Talvez alguém leia este texto e diga que estou exagerando, que não é bem assim... porém os fatos estão aí. As pessoas não conseguem ficar longe do celular com todos os seus recursos, as mais variadas fontes de informação – e desinformação -, os muitos contatos... E quando não é o celular? Vem a televisão! Ela até está perdendo espaço, mas, infelizmente, quando é trocada, os objetivos são os mesmos: coisas que nada acrescentam.

Olhando para esse quadro, fico pensando sobre como as pessoas estão fazendo mal à própria mente. Sim, isso mesmo! Está mais do que provado que nossa mente é “o lugar” do nosso corpo. Quando colocamos coisas boas em nossa mente, fazemos bem ao corpo; quando colocamos coisas ruins, fazemos mal.

Sabendo de tudo isso e sempre tendo o evangelho como o assunto mais importante, o apóstolo Paulo diz o seguinte aos irmãos de Colossos: “pensai nas coisas que são de cima”.

É um conselho tão óbvio, porém precisa ser dado, já que os cristãos não têm feito isso. Aliás, já não faziam naquela época.

Mas por que pensar nas coisas de cima? Para fazer bem ao corpo? Também, mas não é só isso. A questão é que Deus quer assim. Deus quer que pensemos nas coisas de cima. Quando pensamos nas coisas de cima, não fazemos bem só ao corpo, mas, também, ao espírito. Se isso faz bem ao corpo e ao espírito, por que não fazer assim? O que está acontecendo? As pessoas que não pensam nas coisas de cima (no reino de Deus) podem não ter nascido de novo ainda.

Sinto que muitos não concordarão com essa ideia, mas preste atenção no que Paulo fala: “se já ressuscitastes com Cristo...”. Se você já nasceu de novo, já se converteu, pense nas coisas de cima. Preste atenção na conjunção “se”, que indica uma condição. Qual é a condição? Ter nascido de novo. Há muita gente na igreja que ainda não se converteu. Há muita gente na igreja que já foi convencida, mas não convertida. E se uma pessoa não se converteu, provavelmente não colocará as coisas do céu como prioridade. Vejam bem que eu disse que “pode ser” esse o fator. Talvez não seja.

Muitos também já nasceram de novo, porém caem em uma outra cilada: não buscam o Reino de Deus em primeiro lugar. Estão na igreja, mas colocam as outras coisas como prioridade, deixando o Reino de Deus para o momento que tiver tempo. Muitas vezes isso até acontece porque a pessoa já está viciada mesmo em “outras coisas”, o que torna mais difícil ainda seguir o conselho de Paulo. Mas uma coisa é certa: precisamos pensar nas coisas de Deus, em assuntos espirituais, nas coisas de cima e não nas da terra. Esse apego às coisas da terra precisa acabar. Precisamos morrer para as coisas deste mundo. O próprio texto diz: “porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus”.

Vamos provar que isso é verdade? Vamos provar que realmente morremos para este mundo e vivemos para Deus? “Mas como?”, alguém pode perguntar. Eu respondo: é só pensar nas coisas de cima.

Deus nos abençoe!


Wanderson Miranda de Almeida, 26 de julho de 2020.

0 visualização
© 2016 por Wanderson Miranda de Almeida. Proudly created with WIX.COM